sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Sinatra tinha Israel sob a pele

Frank Sinatra estava Unido com Israel



Frank Sinatra, uma figura icónica do século XX, nunca esqueceu Israel ou sua babysitter  judia.
Frank Sinatra era bem conhecido pelo seu forte apoio e activismo por causas judaicas nos Estados Unidos e pelo Estado de Israel, mesmo que isso lhe tenha valido um lugar na "lista negra" da Liga Árabe como parte do seu boicote de Israel.
Um angariador de fundos entusiasta para a Israel Bonds, para a Universidade Hebraica e para outras instituições israelitas, Sinatra também participou nos protestos em Hollywood como apoiante dos judeus durante o Holocausto.
Sinatra costumava usar um pendente em forma de mezuzá  ao pescoço, como muitos jovens judeus. A mezuzá foi um presente de sua vizinha judia, a Sra. Golden, que tomava conta dele em criança e falava com ele em iídiche enquanto a mãe de Sinatra trabalhava.
Após a Guerra do Yom Kippur, Sinatra anunciou uma doação pessoal 250,000 dólares para a Israel Bonds "em memória da vizinha dos meus pais, a Sra. Golden, em Hoboken".
Desfrute deste pequeno vídeo que mostra como Sinatra, um americano filho de imigrantes italianos, estava unido com Israel:



O artigo acima é do movimento UNITED WITH ISRAEL, que tem versão EM ESPANHOL. Publicamos frequentemente artigos deste site, traduzido para Português. Convida-mo-lo a subscrever a newsletter do United With Israel, para ajudar a dar mais força a esta causa.
Este post fica listado na nossa secção AMIGOS DE ISRAEL.
E já agora, já ouviu falar do Rat Pack, de que Sinatra fazia parte, com Dean Martin e Sammy Davis Jr.? Sabia que Sammy (que actuou em Portugal) era um convertido ao Judaísmo? É verdade...

Sinatra canta para as Forças de Defesa de Israel em 1962:

 

Nós também temos Israel sob a pele:

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.